Nos atuais padrões de consumo destaca-se a importância do consumidor no processo de preservação e responsabilidade para com a sociedade e meio ambiente. O seu a antigo papel de engrenagem da economia agora ganha novas funções de fiscalização e conscientização de organizações, produtos e serviços e suas práticas, métodos e ações. Amparados principalmente pelo suporte online que a rede mundial de computadores oferece as organizações não conseguem mais atingir seus níveis de resultado desejados sem atuar de uma forma transparente e responsável. A partir daí passaram a promover e divulgar ações que confirmem sua preocupação social e ambiental para que possam contribuir com o desenvolvimento econômico e melhorar simultaneamente a qualidade de vida de seus empregados e de suas famílias, da comunidade local e da sociedade como um todo.

Entretanto o oportunismo permitiu que estas práticas fossem exploradas única e exclusivamente como ações de marketing, onde em várias ocasiões as atividades socialmente responsáveis não passavam apenas de histórias para conquistar clientes, ou seu impacto estava muito aquém do divulgado.
Preocupados com este tipo de ação, órgãos internacionais criaram e desenvolveram metodologias capazes de serem fiscalizadas e mensuradas que garantem a autenticidade da prática socialmente responsável. Dentre estas normas, cresce a popularidade da SA 8000, desenvolvida para dar suporte às atividades de Responsabilidade Social Empresarial, a qual vamos conhecer melhor.

Desenvolvida em outubro de 1997 pelo Órgão de Credenciamento do Conselho de Prioridades Econômicas (CEPAA), que está ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), a SA 8000 é uma norma internacional que norteia o gerenciamento de políticas e procedimentos relacionados à responsabilidade social. Consiste em uma metodologia auditável, o que viabiliza a mensuração de sua real prática, passível de certificação internacional.
Esta norma não representa uma legislação. Os métodos nela descritos devem contemplar a legislação nacional vigente, e estão sujeitos a alterações e revisões periódicas, de acordo com a ocasional identificação de novas necessidades influenciadas pelo ambiente interno e externo das organizações e sociedade em geral.

A norma atinge os ambientes de empresa, fornecedor e subcontratados (terceirizados) a fim de gerar uma consistência holística ao favorecimento e abrangência de sua prática.

Ela busca estar em conformidade com todas as exigências da OIT - Organização Internacional do Trabalho - descritas em suas respectivas convenções, como também é favorável a continuidade de toda legislação que ampara e defende a democracia, os Direitos Humanos, de trabalho infantil, de necessidades básicas de trabalho, saúde e segurança, ao direto de união sindical e negociação coletiva, como também repudia toda e qualquer manifestação de discriminação.

Em muitos de seus aspectos podemos notar a presença de diversos itens que fazem referência à nossa constituição, como da remuneração, devendo esta ser justa e capaz de satisfazer necessidades básicas e prover alguma renda extra.

Através da SA 8000, torna-se responsabilidade da empresa assegurar a compreensão, implantação e implementação efetivas da norma em todos os níveis organizacionais, estando esta sujeita às punições cabíveis.
Legalmente a empresa também está sujeita a prontificar-se em oferecer informações razoáveis, quando solicitada em contrato, da conformidade de suas ações com a norma, devendo também manter em registro um histórico de todas estas ações.

A SA 8000 é uma importante ferramenta para a habituação das empresas com práticas socialmente responsáveis baseada em pilares éticos e morais, como também, um divisor de águas entre empresas idôneas e oportunistas. Um padrão que em breve se tornará exigência indireta do consumidor, que, com uma ação efetiva conseguirá atingir padrões de legislação.

Bibliografia:
PESSOA; Gerisval Alves. Responsabilidade Social de Empresas. Ago. 2008. Artigo (online). Disponível em: . Acesso em: 2/11/2011.

SAI - SOCIAL ACCOUNTABILITY INTERNATIONAL. SA 8000. 2001. Disponível em: < http://pt.scribd.com/doc/6660612/Manual-SA-8000>. Acesso em: 2/11/2011.

Gustavo Lincoln
Estudante de Administração
2/11/11